COMAJA busca solução para a demanda reprimida das cirurgias eletivas na região do consórcio

Data: 12 de março de 2020
Crédito: Douglas Schaeffer
Fotos: Assessoria de C. Dep. Pedro Westphalen
Fonte da notícia: Assessoria de Comunicação COMAJA

COMAJA busca solução para a demanda reprimida das cirurgias eletivas na região do consórcio

 

Em reunião agendada pelo Deputado Federal Pedro Westphalen, na Secretaria Estadual de Saúde, em Porto Alegre na tarde de quinta-feira(12), a diretoria do COMAJA - Consórcio de Desenvolvimento Intermunicipal dos Municípios do Alto Jacuí e Alto da Serra do Botucaraí e   do Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta juntamente com a Secretária Estadual da Saúde Arita Bergmann e equipe, discutiram um novo contrato para o Hospital São Vicente de Cruz Alta, para que o mesmo possa atender, com eficiência os municípios nas especialidades em que é referência.

Em apoio ao Hospital estiveram presentes o Prefeito de Saldanha Marinho e Presidente do COMAJA Volmar Telles do Amaral, Prefeito de Boa Vista do Incra SCleber Trenhago, Prefeito em exercício de Colorado Delonei Pereira da Silva, Prefeito de Selbach  Sergio Kuhn, Vice-prefeito de Cruz Alta José Martins – juntamente com a Enfermeira Ana Paula e a Coordenadora da 9ª CRS Sra. Débora, Vice-Prefeita de Santa Bárbara do Sul Marivane Kuhn, representando os municípios de Fortaleza dos Valos a secretária Janice Boch, Quinze de novembro a secretária Marlene Spielmann, Tupanciretã o secretário Ezequiel Cella e Jacuizinho a secretária Marie Kriese e o Secretário Executivo do COMAJA  João Schemmer.

Aproveitando o ensejo o presidente do COMAJA  Volmar Telles do Amaral entregou a Secretária Arita Bergmann um levantamento com o número de cirurgias reprimidas na região do consórcio, onde constam mais de mil cirurgias nas mais diversas especialidades. Como o Governo do Estado está lançando novamente a campanha de AIHs FAEC – onde existe um incentivo por parte do governo para que os hospitais realizem estas cirurgias visando diminuir a demanda reprimida nos municípios, foi solicitado que, se possível, fossem liberadas as AIHs FAEC dentro das necessidades de nossa região.